MUITO OBRIGADA POR ENTRAR NO BLOG DO 1ºANO! NÃO DEIXE DE COMENTAR! Siga esse blog no twitter @1ano2012

domingo, 7 de abril de 2013

3º Ano - Resumo para AE1 de Português/Redação Parte 1/3

 <===CURTA

Letras e Fonemas



Letra: É o sinal gráfico da escrita.


Exemplos:
pipoca – tem 6 letras
hoje – tem 4 letras


Fonema: É o som da fala.

Exemplos:
pipoca – tem 6 fonemas
Hoje – tem 3 fonemas

*Observe de acordo com os exemplos que o número de letras e fonemas não precisam ter a mesma quantidade.

Chuva – tem 5 letras e 4 fonemas, já que o “ch” tem um único som.
Hipopótamo – tem 10 letras e 9 fonemas, já que o “h” não tem som.
Galinha – tem 7 letras e 6 fonemas, já que o “nh” tem um único som.
Pássaro – tem 7 letras e 6 fonemas, já que o “ss” só tem um único som.
Nascimento – 10 letras e 8 fonemas, já que não se pronuncia o “s” e o “en” tem um único som.
Exceção – 7 letras e 6 fonemas, já que não tem som o “x”.
Táxi – 4 letras e 5 fonemas, já que o “x” tem som de “ks”.
Guitarra – 8 letras e 6 fonemas, já que o “gu” tem um único som e o “rr” também tem um único som.
Queijo – 6 letras e 5 fonemas, já que o “qu” tem um único som.

Tipos de Fonemas:

Os fonemas são classificados em vogais, consoantes e semivogais:

a) Vogais

As vogais são sons produzidos sem obstáculos para a passagem de ar, que passa livremente pela boca, oriundo do pulmão. Sua emissão é independente de outro fonema, por isso constitui a base da sílaba, as vogais são:
A - E - I - O - U

b) Consoantes

As Consoantes são os fonemas em cuja produção o ar encontra obstáculos ao passar pela boca, as consoantes são:
B - C - D - F - G - H - J - L - M - N - P - Q - R - S - T - V - X - Z
De acordo com a passagem do ar as consoantes são classificadas em orais ou nasais. As consoantes nasais da língua portuguesa são três (m, n, nh), todas as demais são orais.

c) Semivogais

As Semivogais são os fonemas de /I/ e /U/ quando, juntos de uma vogal, formam com ela uma só sílaba.
Para que exista uma semivogal três coisas têm que acontecerem ao mesmo tempo.
  1. Tem que está ao lado de uma vogal
  2. Tem que ter o som de "i" ou "u"
  3. Tem que ter o som fraco
Se uma destas três condições falhar, então não haverá semivogal e sim uma vogal.

Encontros Consonantais e Vocálicos

Encontros vocálicos: ditongo, hiato e tritongo.

Ditongo: é a junção de uma vogal + uma semivogal (ditongo decrescente), ou vice-versa (ditongo crescente), na mesma sílaba.
Ex.: noite (ditongo decrescente), quase (ditongo crescente).

Hiato: é a junção de duas vogais pronunciadas separadamente, formando sílabas distintas.
Ex.: saída, coelho

Tritongo: é a junção de semivogal + vogal + semivogal, formando uma só sílaba.
Ex.: Paraguai, arguiu.

Atenção:
Não se esqueça que só as vogais /i/ e /u/ podem funcionar como semivogais. Quando semivogais, serão representadas por /y/ e /w/, respectivamente.


Encontros consonantais: Quando existe uma sequência de duas ou mais consoantes em uma mesma palavra, denominamos essa sequência de encontro consonantal.


O encontro pode ocorrer:
  • Na mesma sílaba: cla-ri-da-de, fri-tu-ra, am-plo 
  • Em sílabas diferentes: af-ta, com-pul-só-rio 
Atenção:
Nos encontros consonantais, somos capazes de perceber o som de
todas as consoantes.


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário